Receitas

Maria Cristina Faria

Maria Cristina Faria

%PM, %19 %800 %2016 %16:%Out

Queijo de mandioquinha e grão de bico

Esta é uma incrível delícia que vai agradar a todo paladar!!! Não tem desculpa para ficar apegado em laticínios, sabendo que além de fazer mal a sua saúde, existe a questão da cultura da exploração animal e os danos ao meio ambiente que esta cultura gera!! Então vamos à receita, superfácil! Aprendi acompanhando o blog panelas de capim (só adaptei a receita, inclusive a foto é de lá, pois as minhas não estavam boas! Espero que apreciem!

1 xícara de grão de bico germinado e descascado (para germinar, deixe os grãos de molho na água por 8h e então escorra numa peneira e deixe no ar por 24h, regando de vez em quando)

400g de mandioquinha (batata salsa) crua

2 limões (suco)

½ xícara de azeite de oliva e temperinhos

Bata o grão de bico e a mandioquinha no liquidificador até obter um creme homogêneo. Coloque no coador de voal para escorrer. Deixe de 8 a 12 horas para fermentar. Retire do coador, tempere com azeite, sal, orégano, páprica, cebolinha, etc. Modele como desejar e desidrate no sol ou no forno aberto.

%PM, %06 %158 %2016 %23:%Set

Curso de Chef Vegano em Paranaguá

 

 

 

 

 

 

A Seduc Intec é a primeira escola do Brasil a oferecer esta modalidade

Seduc Intec, está no mercado de educação profissionalizantes desde 1998 e oferecem cursos em diversas áreas do conhecimento: Automotivo, Arte e Design, Beleza e Estética, Cursos de Férias, Cursos Preparatórios, Gastronomia, Gestão Empresarial, Idiomas, Indústria e Saúde.

Dentre os cursos de capacitação oferecidos inclusive para empresas, o de gastronomia é um dos mais procurados. Após a experiência de viagem a India, onde aprendeu muito sobre vegetarianismo e alimentação ayurvédica, Lorelay Cardoso e Camila Ramponi, diretora da Escola e gerente da Seduc Centro de Curitiba, respectivamente, desenvolveram o curso de Chef Vegano, que é o primeiro no Brasil e está na sua terceira edição.

A unidade Paranaguá está em pleno funcionamento desde dezembro de 2014 com mais de 150 cursos, nas áreas de Beleza e Estética (Cabeleireiro, Maquiagem , Massoterapia, etc), Gastronomia (Chef de cozinha, confeitaria, mini chef), Saúde (Auxiliar de saúde bucal, Instrumentação cirúrgica), Arte e disign (Tatuagem, costura, fotografia) entre outros na parte industrial e agora oferece esta grande oportunidade para a região litorânea do Paraná, trazendo qualificação a quem já é do ramo da alimentação e poderá atender a demanda crescente de veganos e simpatizantes da vida saudável, como também a qualquer pessoa que queira aprender ou desenvolver sua aptidão na cozinha. O curso de Chef Vegano, assim como os outros, é centrado na prática. “O aluno sai da teoria e coloca a mão na massa literalmente”, explica Kaled Omar, diretor da unidade de Paranaguá.

Instalações da cozinha da Seduc Intec Paranaguá

O curso tem duração de 5 meses, com aulas aos sábados trazendo conhecimento não só vegano, mas muito natural e saudável. Aborda a transição para o veganismo,​ ensina a técnicas de corte, preparo, bases da cozinha vegana, e substituições. Indo além do veganismo, traz um pouco sobre cozinha funcional, sem glúten,​ cozinhas do mundo, crudivorismo, etc. Ao término do curso, os alunos têm uma aula criativa em grupos, nos moldes do masterchef, em que recebem uma caixa surpresa e têm que preparar um prato principal e uma sobremesa, baseados nas aulas que tiveram

O time de professores será o mesmo de Curitiba, muito bem selecionados. Os quatro professores são veganos, inclusive o Cleverson, do Zanquetta Alimentos Congelados e a nutricionista Janaína, que ajudou a estruturar as receitas da apostila. O curso terá a carga horária de 80 horas.

Saiba mais: 3425-8725, Whatsapp 9269-8725

Rua Marechal Deodoro, 85 - Sobreloja, Centro - Paranaguá - PR.

 
%PM, %24 %956 %2016 %18:%Ago

Cestinha de pão com frutas

Você adora um lanche da tarde? Eu também. Para mim é a melhor hora do dia! Mesmo quando estou no trabalho, levo sempre o meu lanchinho saudável assim não corro o risco de comer qualquer coisa! Veja esta opção, muito fácil e gostosa e ótima para receber os amigos!!!

 

Ingredientes:

2 maçãs

2 bananas

Canela em pó

Pão integral fatiado

Manteiga de coco ou azeite de oliva

Geleia de morango ou mirtilo sem açúcar (opcional)

Nozes ou castanhas

Modo de preparar:

Pique as frutas em pequenos cubinhos, polvilhe com canela e reserve. Abra fatias de pão com rolo e passe manteiga de coco um lado. Arrume em forminhas de empada (7cm diâmetro) com a "manteiga" voltada para baixo, apertando bem. Encha a cestinha de frutas e leve ao forno, até o pão ficar dourado. Acrescente sobre as frutas, 1 colher de geleia e decore com uma noz. Sirva quente.

%PM, %24 %934 %2016 %18:%Ago

Achocolatado vivo de amendoim

O amendoim é um alimento de alta qualidade nutricional, com boa fonte de gorduras, sais minerais, vitaminas e fibras. Muitas pessoas se dizem alérgicas, mas o processo de germinação, reduz muito os antinutrientes responsáveis pelas alergias. Porém, cada organismo responde de uma maneira.

Para quem está liberado, uma boa opção, principalemente no inverno é o achocolatado vivo!!! Segue a receita.

 

Ingredientes:

1 xícara de amendoim

750 ml de água filtrada

1 colher (sopa) de cacau

1 colher (sopa) de açúcar mascavo

Canela a gosto

Modo de preparo:

Coloque os amendoins de molho em bastante água por 8 horas. Após esse período, descarte a água e deixe no escorredor por mais 8 horas para germinar. Vão aparecer os sinais da geminação e então, retire a pele do amendoim e leve ao liquidificador com os 750 ml de água. Bata bem até obter um “leite”. Passe no coador de voal. Acrescente o cacau e o açúcar e mexa bem. Se quiser aquecer, não ultrapasse a temperatura agradável ao toque, para que seu “leite” continue vivo!!

 

%PM, %21 %961 %2016 %19:%Jun

Quinotto de quiabo

Quinotto é um risotto de quinoa, semente muito nutritiva e saudável! Nos grãos da quinoa pode ser encontrado cálcio, fósforo, magnésio, potássio, manganês, ferro, zinco, fibras, ômega 3, ômega 6, vitaminas B1, B2, B3, C e E, além de aminoácidos essenciais, em seu total, dezoito aminoácidos.Uma opção diferente, saborasa que vale a pena incerir nas refeições diárias, pois além de ser considerada um super alimento, ajuda a baixar o colesterol.

A receitinha é muito simples!!!

1/2 xícara de sementes de quinoa (deixe de molhoc por 2 horas).

Cozinhe até que estejam macias.

Em outra panela, cozinhe em pouca água e sal:

1 xícara de abóbora picada em cubinhos

1 xícara de quiabo fatiado ou outro legume de sua preferência.

temperinhos a gosto

Quando estiverem macios, acrescente a quinoa e deixe secar. Por último, acrescente azeite e salsa.

%PM, %15 %927 %2016 %18:%Jun

Pierog de chia

Nesse friozinho, massa é uma ótima opção! Pierog é um prato tradicional polonês. Esta receita foi finalista no Concurso “Desafio do Chef” da Gazeta do Povo de 2013. 

Vamos a receita?

Massa:

3 colheres (sopa) de sementes de chia, de molho em 2 xícaras de água fria por 1 hora. Reserve.

Em uma vasilha grande coloque:

4 xícaras de farinha de trigo

1 pitada de sal

1 colher de óleo de coco

Mexa com as mãos e misture as sementes na massa, e continue misturando com as mãos, se precisar, acresce mais trigo até dar ponto de massa de abrir.

Cubra a massa com filme e leve à geladeira.

Recheio:

8 mandioquinhas (batata salsa) lavadas com escova e cortadas em rodelas

1 xícara de água

1 pitada de sal

Cozinhe em panela tampada. Quando ferver, baixe a chama no mínimo e marque 7 minutos. Desligue e amasse bem.

Deixe esfriar e acrescente:

3 colheres (sopa) de salsa picada

3 colheres (sopa) de cebolinha picada

2 colheres de leite de coco batido com 2 colheres de gergelim torrado e moído com sal. (isso é um requeijão vegano)

Misture ao purê de mandioquinha, mexendo bem.

Molho:

1 abóbora madura pequena, descascada e cortada em rodelas

1 dente de alho amassado

½ cebola

1 xícara de água.

Coloque na panela os ingredientes nesta ordem e deixe cozinhar tampado, em fogo baixo até amolecer. Amasse e acrescente 1 colher de missô (pasta fermentada de soja) dissolvido em pouca água e azeitonas picadas.

Montagem:

Enrole a massa, fazendo uma grande tira e corte em pedaços de 2cm. Faça bolinhas e abra com rolo cada uma em pequenos círculos. Recheie bem e feche pressionando as bordas. Cozinhe em uma panela com água fervente, aos poucos, como nhoque. Tire da panela, quando subir! Arrume numa travessa ou nos pratos e derrame o molho. Decore com cebolinha picada e castanhas trituradas.

Quando se fala em ervilha, muita gente pensa naquela conserva enlatada... Ou em ervilhas vendidas normalmente nos supermerdados, partidas e revestidas com não sei o que que espuma quando lavadas!!! Para poder germinar, tem que ser ervilhas inteiras.

 

 

1 xícara de ervilhas inteiras

1 xícara de castanha do Pará

½ colher (café) de açafrão em pó ou um pequeno pedaço da raiz

1 colher (sopa) de azeite de oliva

Sal a gosto

Deixe as ervilhas de molho em bastante água por 8 horas. Escorra toda a água e lave bem, deixando-as na peneira e cobrindo com um tecido de voal até o dia seguinte ou até que veja brotar. Nesse tempo, deve regar as sementes de vez em quando. O ideal é retirar a pele (mesmo que dê muito trabalho!) Germinar traz a vida da semente de volta!!! E o alimento vivo te traz uma renovação de células e uma disposição expetacular! Além de tudo isso, os antinutrientes são eliminados ou minimizados.

Coloque as castanhas de molho em água aquecida, por 1/2 hora e escorra. Pique-as.

Em uma panela grossa (de preferência de pedra), coloque as ervilhas germinadas, as castanhas, o sal e um pouquinho de água. Leve ao fogo baixo apenas até aquecer a panela tampada e desligue. Esse procedimento mantém as sementes vivas e seus nutrientes. Tempere com açafrão e regue com azeite e deixe na panela para manter aquecida e amaciar as sementes.

Sirva com arroz integral cateto ou outro cereal.

%PM, %30 %815 %2016 %15:%Mar

Sobremesa de atleta

Quando penso em uma sobremesa, penso na verdade num complemento do almoço. Um almoço leve, bem digestivo e pouco calórico e nutritivo, como deve ser!!! Ou até como um substituto do almoço ou um lanche pós treino! É o caso dessa torta que é bem nutritiva e saudável. Chamei-a de sobremesa de atleta pelo seus ingredientes funcionais. Vamos lá!

 

Gelatina de chia:

2 colheres (sopa) de sementes de chia

½  xícara de água

Deixe a chia de molho na água, enquanto prepara a massa.

Massa:

1 ½ pacotes de biscoito cream cracker triturados no liquidificador ou processador

1 xícara de granola

3 colheres (sopa) de óleo de coco

1 xícara de uma infusão de erva-doce

Misture tudo com as mãos e coloque numa forma redonda, untada com margarina, cobrindo o fundo e as laterais com essa massa. Leve para assar por 15 minutos ou até dourar.

Creme:

500g de batata doce

3 colheres de açúcar demerara

Água para cozinhar

Descasque e corte em rodelas a batata doce. Coloque para cozinhar com a água (suficiente para cobrir). Espere esfriar e bata no liquidificador com a água do cozimento da batata. Leve ao fogo com o açúcar e mexa até engrossar.

Doce:

130g de mirtilo

2 colheres (sopa) de açúcar mascavo

2 colheres (sopa) de água

Coloque os ingredientes numa panela e leve ao fogo baixo até ferver. Espere esfriar e misture com a gelatina de chia.

Montagem:

Sobre a massa assada, derrame e espalhe o creme de batata e por cima o doce de mirtilo com chia. Leve a geladeira.

%PM, %24 %888 %2016 %17:%Fev

Nhoque de arroz integral

Este prato faz muito sucesso sempre que preparo. É uma criação minha que aconteceu por acaso. Eu processava o arroz integral para preparar leite de cereais para meu filho. Peneirava para ficar uma farinha bem fina e, para não jogar fora a quirera, resolvi cozinhar. Quando abri a panela, visualizei uma massa e pensei no nhoque. Entre os vários molhos que já tentei, o de abóbora foi o que mais combinou. Espero que gostem!

Molho:

1 abóbora

1 pitada de sal

Salsa e outras ervas a gosto

1 colher de misso (pasta de soja)

200 ml de leite de coco            

1 colher de azeite de oliva

Descasque e corte a abóbora e arrume no fundo da panela, acrescente o sal e um fundinho de água, para que cozinhe praticamente no vapor.  Quando estiver mole, tire do fogo e amasse com garfo. Volte ao fogo, acrescente os temperos, o misso dissolvido em um pouquinho de água e, por último o leite de coco e o azeite.

 

Massa:

1 xícara de arroz integral cateto

2 ½ xícaras de água

1 pitada de sal

1 xícara de farinha de trigo (ou farinha de arroz para nhoque sem glúten)

4 umeboshis (ameixa salgada) sem caroço e bem picada

3 colheres (sopa) de cebolinha picada

Lave, escorra e, depois de seco, triture (não muito!) o arroz integral no liquidificador ou processador. Coloque na panela de pressão com a água e o sal, tampe e leve ao fogo alto. Quando pegar a pressão, baixe para chama falsa (como se fosse desligar) e marque 10 minutos. Desligue e deixe tampado até parar a pressão. Reserve.

Após sair a pressão, abra a panela e acrescente os outros ingredientes mexendo com a colher de pau até formar uma massa de pingar com a colher. Cozinhe em água fervente, aos poucos, retirando a massa quando flutua. Deixe escorrendo. Misture o molho na hora de servir.

Sirva acompanhado de “queijo ralado” vegano e salada de brotos (bambu, alfafa e feijão).

 

"Queijo ralado" vegano

1 colher de gergelim

4 castanhas do Brasil trituradas

2 colheres de aveia em flocos médios

Orégano, sal, cúrcuma em pó e azeite de oliva.

Numa frigideira e fogo baixo, torre levemente o gergelim, acrescente as castanhas e depois os outros ingredientes, como uma farofa. Use sobre o molho, no lugar do queijo ralado.

Você adora queijo? Ultimamente tem se falado muito no mal que faz a ingestão de leite animal para humanos. Aí a pessoa fala: eu não tomo leite! Mas... o queijo, não consigo largar!! Então, não largue, mas mude o paladar para os "queijos vegetais" que são uma ótima opção. E além de delicioso, leve e saudável, é muito fácil preparar:

 

Ingredientes:

½ xícara de amêndoas

½ xícara de castanhas do Pará e de caju meio a meio

1 e ½ xícara de água

3 colheres (chá) de agar-agar

Suco de 1 limão

sal a gosto

2 colheres de azeite de oliva (1 para untar)

1 colher (chá) de cúrcuma em pó

Ervas aromáticas: orégano, manjericão, pimenta do reino, etc

Modo de preparo:

As amêndoas devem ficar de molho por 8 horas e as castanhas por 1 hora. Escorra a água. Triture-as no liquidificador. Reserve. Deixe tudo pronto e bem à mão. Prepare uma forma e unte com azeite de oliva, cobrindo com um pouco da mistura de ervas. Neste caso, usei forminhas de gelo! Deixe o suco de limão preparado. Numa panela, misture a água com o agar-agar, leve ao fogo baixo e deixe ferver por 2 minutos. Acrescente esta mistura quente ao liquidificador, batendo sem parar,  junte os outros ingredientes: suco de limão, temperinhos, azeite e o restante das ervas.  Coloque nas forminhas e leve à geladeira. Quando endurecer, desenforme e decore a gosto.

 

 

Apoio

Produtos Naturais

Exclusivo


Strict Standards: Only variables should be assigned by reference in /home/gesta159/public_html/dvs/templates/shaper_helix3/html/mod_s5_mailchimp_signup/default.php on line 17

Cadastre-se gratuitamente para receber as última informações sobre as Delícias da Vida Saudável.

Sobre nós

O Site Delícias da Vida Saudável tem por objetivo ser um portal de encontro, onde as pessoas que buscam hábitos saudáveis poderão encontrar informações como receitas, exercícios, aividades, doenças, etc.

Ultimas postagens

Sobre