Receitas

Quando se fala em ervilha, muita gente pensa naquela conserva enlatada... Ou em ervilhas vendidas normalmente nos supermerdados, partidas e revestidas com não sei o que que espuma quando lavadas!!! Para poder germinar, tem que ser ervilhas inteiras.

 

 

1 xícara de ervilhas inteiras

1 xícara de castanha do Pará

½ colher (café) de açafrão em pó ou um pequeno pedaço da raiz

1 colher (sopa) de azeite de oliva

Sal a gosto

Deixe as ervilhas de molho em bastante água por 8 horas. Escorra toda a água e lave bem, deixando-as na peneira e cobrindo com um tecido de voal até o dia seguinte ou até que veja brotar. Nesse tempo, deve regar as sementes de vez em quando. O ideal é retirar a pele (mesmo que dê muito trabalho!) Germinar traz a vida da semente de volta!!! E o alimento vivo te traz uma renovação de células e uma disposição expetacular! Além de tudo isso, os antinutrientes são eliminados ou minimizados.

Coloque as castanhas de molho em água aquecida, por 1/2 hora e escorra. Pique-as.

Em uma panela grossa (de preferência de pedra), coloque as ervilhas germinadas, as castanhas, o sal e um pouquinho de água. Leve ao fogo baixo apenas até aquecer a panela tampada e desligue. Esse procedimento mantém as sementes vivas e seus nutrientes. Tempere com açafrão e regue com azeite e deixe na panela para manter aquecida e amaciar as sementes.

Sirva com arroz integral cateto ou outro cereal.

Publicado em Receitas
%PM, %24 %888 %2016 %17:%Fev

Nhoque de arroz integral

Este prato faz muito sucesso sempre que preparo. É uma criação minha que aconteceu por acaso. Eu processava o arroz integral para preparar leite de cereais para meu filho. Peneirava para ficar uma farinha bem fina e, para não jogar fora a quirera, resolvi cozinhar. Quando abri a panela, visualizei uma massa e pensei no nhoque. Entre os vários molhos que já tentei, o de abóbora foi o que mais combinou. Espero que gostem!

Molho:

1 abóbora

1 pitada de sal

Salsa e outras ervas a gosto

1 colher de misso (pasta de soja)

200 ml de leite de coco            

1 colher de azeite de oliva

Descasque e corte a abóbora e arrume no fundo da panela, acrescente o sal e um fundinho de água, para que cozinhe praticamente no vapor.  Quando estiver mole, tire do fogo e amasse com garfo. Volte ao fogo, acrescente os temperos, o misso dissolvido em um pouquinho de água e, por último o leite de coco e o azeite.

 

Massa:

1 xícara de arroz integral cateto

2 ½ xícaras de água

1 pitada de sal

1 xícara de farinha de trigo (ou farinha de arroz para nhoque sem glúten)

4 umeboshis (ameixa salgada) sem caroço e bem picada

3 colheres (sopa) de cebolinha picada

Lave, escorra e, depois de seco, triture (não muito!) o arroz integral no liquidificador ou processador. Coloque na panela de pressão com a água e o sal, tampe e leve ao fogo alto. Quando pegar a pressão, baixe para chama falsa (como se fosse desligar) e marque 10 minutos. Desligue e deixe tampado até parar a pressão. Reserve.

Após sair a pressão, abra a panela e acrescente os outros ingredientes mexendo com a colher de pau até formar uma massa de pingar com a colher. Cozinhe em água fervente, aos poucos, retirando a massa quando flutua. Deixe escorrendo. Misture o molho na hora de servir.

Sirva acompanhado de “queijo ralado” vegano e salada de brotos (bambu, alfafa e feijão).

 

"Queijo ralado" vegano

1 colher de gergelim

4 castanhas do Brasil trituradas

2 colheres de aveia em flocos médios

Orégano, sal, cúrcuma em pó e azeite de oliva.

Numa frigideira e fogo baixo, torre levemente o gergelim, acrescente as castanhas e depois os outros ingredientes, como uma farofa. Use sobre o molho, no lugar do queijo ralado.

Publicado em Receitas
%PM, %09 %885 %2016 %18:%Fev

Bolo vegano de cacau e avelã

Sabe aquele dia de gula que só dá pra pensar em chocolate? Ah... que bom! Muitas mulheres sabem o que é isso. Imagine quando tem pelo menos três pensando juntas a mesma coisa? O jeito é inventar uma delícia de cacau bem saudável pra ninguém se sentir culpado. Começamos pela escolha do leite vegetal:

 

Leite de avelã:

½ xícara de avelãs (deixar de molho por 20 minutos e escorrer)

2 xícaras de água

Bater bem no liquidificador. Vamos utilizar sem coar!

Massa:

½ xícara de óleo de coco

1 e 1/2 xícara de açúcar demerara

2 xícaras de farinha de trigo

2 xícaras de leite de avelã

1 colher (sopa) de cacau em pó

1 pitada de sal

1 pontinha de bicarbonato de sódio

1 colher (sopa) de fermento em pó

Modo:

Bater bem (batedeira ou batedor manual) o óleo com o açúcar, acrescentar aos poucos e intercalando, a farinha de trigo e o leite de avelã, batendo sempre. Juntar o cacau, o sal, o bicarbonato e o fermento. Misturar bem, colocar em forma untada e enfarinhada e levar ao forno pré-aquecido. Manter a 180° e assar por 30 minutos. Após isso aumentar o fogo até dourar.

Cobertura:

Leite de arroz:

2 colheres (sopa) de arroz integral cateto cozido

1 e ½ xícara de água

Bater bem e coar no coador de voal.

Acrescente ao leite de arroz:

1 colher de cacau em pó

3 colheres de açúcar demerara

Leve ao fogo, mexendo sempre até engrossar e desprender do fundo da panela.

Cobrir o bolo e tentar esperar esfriar para comer.

Publicado em Receitas

Apoio

Exclusivo


Strict Standards: Only variables should be assigned by reference in /home/gesta159/public_html/dvs/templates/shaper_helix3/html/mod_s5_mailchimp_signup/default.php on line 17

Cadastre-se gratuitamente para receber as última informações sobre as Delícias da Vida Saudável.

Sobre nós

O Site Delícias da Vida Saudável tem por objetivo ser um portal de encontro, onde as pessoas que buscam hábitos saudáveis poderão encontrar informações como receitas, exercícios, aividades, doenças, etc.

Ultimas postagens

Sobre