Artigos

%PM, %16 %939 %2015 %19:%Nov

Excluídos da mesa?

Vegetarianos, veganos, intolerantes a lactose, celíacos, diabéticos... Sim. É como nos sentimos cada vez que há um evento social qualquer. E isso começa muito cedo, nos aniversários de um aninho! Que falta de reflexão dos pais ao preparar uma festa! Tantos cuidados com decoração, convites, lembranças, painéis, e, na hora do cardápio... nada ali é indicado para criança! Aliás, nada é alimento!

Para uma criança com algum tipo de alergia ou intolerância, fica impossível comparecer à festinha. Quem é vegetariano ou vegano, vai e fica sem comer nem beber nada e ainda é criticado! E para quem sofre de intolerância a glúten? É a pior restrição, pois o glúten está em tudo. Quem tem diabetes? Quem simplesmente se preocupa com alimentação saudável sua e dos seus filhos, vai e fica desesperado para que não se sirvam de nada...

Isso é só o começo, depois vem final de semana na casa dos avós, amigos, parentes... Aí, simplesmente é melhor não ir. Será churrasco. Todo aniversário, confraternização, festa de escola, do trabalho...

Depois tem festas de final de ano, formaturas. Já pensaram como tudo acontece em torno de uma mesa repleta de...animais mortos? Gostaria de leva-los a refletir...

Restaurantes, lanchonetes, hotéis e afins... Poucos tem opções para quem faz dieta restritiva. Apesar dessa realidade estar mudando, ainda somos excluídos da vida social e gastronômica.

Por isso, dediquei-me este ano a criar e experimentar receitas que todos possam comer, com o desafio de serem pratos, lanches, sucos e sobremesas deliciosas! Venho compartilhando tudo com vocês através deste site, cursos, grupo e página no Facebook para que saibam receber e confraternizar, sem deixar ninguém de fora.

Tenho uma vontade de alcançar cada vez mais segmentos, atingindo assim a restaurantes, lanchonetes e, principalmente, hotéis.

Nutricionistas, vocês sabem que existimos! Não estamos só nos consultórios, estamos na vida, em família e entre amigos, querendo conviver e nos divertir!

 

Enquanto isso, vamos preparando nosso próprio alimento e seguindo a dieta.

Eu vivo em dieta e assim vivo bem e feliz! Descobri que dieta tem origem no grego diaita, que quer dizer, modo de vida que derivava do verbo diaitan, que é reger sua própria vida, governar-se! Que belo significando!

Muito se fala em dieta da moda! Mas como poderia existir uma moda para o SEU modo de vida? E o que essas “dietas” prometem?

Dieta é na verdade, estilo de vida e você quem decide! Com consciência, sabendo que dela depende a sua saúde física, mental, espiritual. Mas para governar-se é preciso conhecimento, e tenho descoberto o quão pouco sei!

O importante é não ir acreditando em tudo, pois há muitos paradigmas e desinformação, e manipulação de informação uma vez que os meios de comunicação têm muito mais interesses obscuros além da informação.

Vejo a alimentação como forma natural de se viver. Ou seja, voltar às nossas raízes! O que é natural? Nem sabemos mais, pois a propaganda diz que tudo é natural. Será que o iogurte que você compra no supermercado é natural? Ou os cereais matinais? Ou talvez a barrinha de cereais? Não, talvez as frutas e verduras! Talvez. Mas natural mesmo seria aquilo que não tem interferência do homem. O coco, por exemplo. O palmito. Mas tendo disponíveis poucos alimentos realmente naturais; então optamos por alimentos o mais próximo possível do natural, culturas orgânicas e, melhor ainda, de agroflorestas! Esse sistema enriquece o solo e diversifica o cultivo do pequeno agricultor. O produto cultivado dessa forma é rico em nutrientes e bem próximo do natural. Além do que ingerimos pela boca, alimentação engloba o que e como respiramos, como nos movimentamos, o que vemos, lemos e ouvimos.

Mas não é um bicho papão! É o que cada ser, com reflexão e consciência deveria fazer diariamente como ação de graças pela saúde que recebeu e que tem obrigação de cuidar. Para ter disposição, alegria e paz interior para trabalhar e cuidar dos seus entes mais queridos. Para, quando for gerar outra vida, ter condições de trazer ao mundo um ser perfeito e saudável.

 

 

Publicado em Artigos
%PM, %03 %019 %2015 %21:%Nov

As crianças não conhecem hortaliças

Parece mentira? Mas há vários trabalhos em vídeos mostrando isso. A preocupação da área da saúde com as doenças que antes atingiam pessoas idosas e hoje são comuns na infância, fez vários especialistas: nutricionistas, pediatras, psicólogos trabalharem nessa direção.

Eis as doenças que vem atingindo também os jovens: obesidade / diabetes (cegueira, impotência masculina, amputação dos membros inferiores, problemas cardiovasculares, Insuficiência renal).

Pressão alta / problemas cardiovascular / envelhecimento precoce / perda da memória / distúrbio de concentração / fadiga crônica / prejuízo ao sistema imunológico / problemas no sistema digestivo /acne / caspa / reações alérgicas / etc

Quando uma mãe se preocupa com a alimentação saudável para seus filhos, ela é bombardeada por uma maioria que estranha a atitude dela: nossa, que estranho! Ela não deixa a criança comer porcariada!!! Só frutas, legumes, grãos...??? Que mãe é essa? Não dá nem refrigerante!

O que tem de tão perigoso nos artificiais? Produtos cancerígenos!

Corantes, aromatizantes, conservantes, antioxidantes, estabilizantes, acidulantes. Muitos antes... E depois? A culpa é das estrelas?

Esses pais que vejo no supermercado comprando um monte de “lixos comestíveis infantis”, vejo nas praças, na praia, nas festinhas de criança, provavelmente também não conhecem hortaliças. Sim. Tenho certeza que se fizermos um teste com os pais, eles vão reprovar!

Então, quando começou isso? Quando paramos de comer alimentos e começamos a comer produto industrializado?

Sabe por quê fazemos isso? Somos vítimas da propaganda. Deixamos ser levados por ideias que não são nossas. Quem, em sã consciência, escolhe (com todo amor que tem) envenenar ou cultivar um câncer no próprio filho? Além de alimentar as doenças, que é o pior, ainda financia a indústria alimentícia, a farmacêutica, a indústria da saúde, incluindo pesquisas!  E depois reclama do atendimento no sistema de saúde pública. Eu reclamaria do sistema!!

O profissional da saúde acaba sendo o profissional da doença, pois é só isso que ele vê. Doença. Não há um programa de prevenção, de educação, de conscientização... Muito se fala em atividade física e alimentação saudável desde a 57ª ASSEMBLÉIA MUNDIAL DE SAÚDE, em 2004. Faz parte da “Estratégia Global em Alimentação Saudável, Atividade Física e Saúde”, ou seja, por um acordo, a mídia deve falar que para conseguir saúde precisa combinar atividade física e alimentação saudável. Agora, pouco a pouco estão sendo revelados as verdades sobre as carnes, os embutidos, o leite e derivados, os agrotóxicos, o açúcar, o flúor da água, etc

Mas este é só um primeiro passo. Os outros passos da caminhada depende de seu interesse. Procure conhecimento, repense seus hábitos. Você é responsável pela sua saúde e de seus familiares.

Liberte-se dos paradigmas e faça suas próprias escolhas. 

Publicado em Artigos

Apoio

Produtos Naturais

Exclusivo


Strict Standards: Only variables should be assigned by reference in /home/gesta159/public_html/dvs/templates/shaper_helix3/html/mod_s5_mailchimp_signup/default.php on line 17

Cadastre-se gratuitamente para receber as última informações sobre as Delícias da Vida Saudável.

Sobre nós

O Site Delícias da Vida Saudável tem por objetivo ser um portal de encontro, onde as pessoas que buscam hábitos saudáveis poderão encontrar informações como receitas, exercícios, aividades, doenças, etc.

Ultimas postagens

Sobre