Artigos

%PM, %09 %022 %2015 %20:%Set

Ômega 3 e a linhaça

Escrito por 
Avalie este item
(3 votos)

Ouvimos: “comer peixe é saudável por causa do ômega 3”. As informações são muitas, porém são incompletas e confunde e a conseqüência é cometermos erros. Assim é com o ômega 3.

A necessidade de suplementar o ômega 3 hoje em dia se dá, entre outros motivos, ao tipo de alimentação que utilizamos (industrializada) com excesso de ômega 6, o que acarreta desequilíbrio. O que garante a saúde é a proporção entre os ômegas. Simplificando, para que o organismo não se comprometa com a falta de ômega 3 são necessárias MUDANÇAS! Principalmente eliminando os fatores que interferem nesse processo do equilíbrio que são basicamente:

- ingestão exagerada de ômega 6 e de gordura trans e hidrogenadas;

- consumo de álcool;

- deficiência em B3, B6 e C, zinco e magnésio.

Comer peixe, mais especificamente o tão bem afamado salmão, por conter ômega 3 é um engano. Esses peixes criados em cativeiro, tem quantidades muito baixas de ômega 3 e além disso sua pigmentação é artificial, podendo provocar processos alérgicos e intoxicação. Ao consumir os “saudáveis” peixes, estará consumindo também altas taxas de gordura saturada altamente prejudiciais, principalmente ao sistema cardiovascular.

Convenhamos, o peixe não é fonte de ômega 3 e não faz bem a saúde.

Temos então a semente de linhaça, rica em ômega 3! Com a ingestão de apenas 2 colheres de sopa (não mais que isso) diária dessa sementinha e teremos suprida a necessidade dessa gordura. Muito mais barato, por sinal! Sem matar! Por acréscimo teremos outros benefícios, como a redução das taxas de colesterol e glicêmica, redução do risco de diabetes e de cânceres.

Agora vem novamente o problema de muita informação, incompleta e que leva ao erro!

Deve-se ingerir as sementes e não a farinha. Pois esta já sofreu oxidação, podendo causar flatulência, enxaqueca e diarréia e geralmente são provenientes do subproduto da fabricação do óleo de linhaça, ou seja, sem gordura, sem ômega 3.

E as sementes? Marrom ou dourada? Tanto faz! Nutricionalmente, são muito parecidas e no quesito ômega 3, a marrom ganha! A escolha é sua. Importante é que sejam orgânicas! Óleo de linhaça, cru e orgânico também é ótima fonte de ômega 3, mas então diminuímos a dosagem para 2 colheres de chá.

As semente de linhaça, assim como outras sementes, enquanto secas, estão adormecidas. Elas contêm substâncias de defesa para preservarem a integridade da semente até sua germinação. Por isso é preciso deixar de molho por pelo menos 8 horas. Esse processo chama-se pré-germinação (acordar a semente!) e ressalto que mesmo assim é aconselhável consumir apenas 2 colheres de sopa por dia, para não cometer exageros e errar!

Para hidratar, misture 1 parte de sementes (lavadas numa peneira com água corrente) em 5 partes de água filtrada. Triture apenas na hora de consumir! A partir daqui, poderá preparar um “leite” de linhaça, adiciona-la ao suco de frutas e verduras, sobre as saladas, preparar biscoitos desidratados, barrinhas, etc. A água que as sementes ficaram, torna-se um gel que pode ser ingerido juntamente no seu suco ou usar no lugar dos ovos, numa receita! É excelente para tratar e para prevenir problemas de digestão, úlceras e constipação.
Mas não misture a semente de linhaça a alimentos cozidos, pois causa gazes.

Para saber tudo sobre linhaça, leia o livro “A importância da linhaça na saúde”, Conceição Trucom

Lido 414 vezes Última modificação em %PM, %15 %788 %2015 %14:%Set

Apoio

Exclusivo


Strict Standards: Only variables should be assigned by reference in /home/gesta159/public_html/dvs/templates/shaper_helix3/html/mod_s5_mailchimp_signup/default.php on line 17

Cadastre-se gratuitamente para receber as última informações sobre as Delícias da Vida Saudável.

Sobre nós

O Site Delícias da Vida Saudável tem por objetivo ser um portal de encontro, onde as pessoas que buscam hábitos saudáveis poderão encontrar informações como receitas, exercícios, aividades, doenças, etc.

Ultimas postagens

Sobre